A Verdade

Reencontrar a Fé... Com David Rua
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 A importância da nossa vida perante Deus

Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 35
Localização : França

MensagemAssunto: A importância da nossa vida perante Deus   Ter Fev 14, 2012 6:25 pm


Em algumas manhãs, o mundo parece um paraíso. Quando acordamos, abrimos a janela, inspiramos profundamente o ar puro e observamos os raios dourados de sol refletindo sobre as árvores. Alguns momentos fazem a vida parecer muito preciosa: o rosto de um amigo querido quando se despede de nos, uma peça musical bem executada e que combina com o nosso estado de espírito, um carinho inesperado de uma criança pequena, etc.

Mas noutras manhãs, o mundo parece ser um lugar de horror. Acordamos com as manchetes do jornal anunciando sobre outro atentado à bomba terrorista que feriu ou matou uma criança, um matador em série que acabou de exterminar sua décima vítima, ou quem sabe, fome, enchentes, guerras, terramotos. Esses são momentos nos quais nada faz sentido, nada parece justo.

Qual o significado de tudo isso? Será que temos como descobrir algum sentido no nosso maravilhoso e terrível mundo? Por que estamos aqui? Será que a minha vida realmente importa para Deus, ou será que sou apenas uma peça secundária em alguma imensa engrenagem cósmica?

DEUS CRIOU UM MUNDO PERFEITO

Deus é o Criador, o arquiteto e o projetista de tudo, desde as estrelas até as asas da borboleta.

"Mediante a palavra do Senhor foram feitos os céus, e os corpos celestes, pelo sopro de Sua boca... Pois Ele falou, e tudo se fez; Ele ordenou, e tudo surgiu". Salmos 33:6, 9.

Deus tem apenas que falar e os elementos obedecem à Sua vontade.

SEIS DIAS PARA FAZER O MUNDO

"Pois em seis dias o Senhor fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles existe, mas no sétimo dia descansou. Portanto, o Senhor abençoou o sétimo dia e o santificou". Êxodo 20:11

O Criador eterno e todo poderoso poderia ter formado o mundo num momento "pelo sopro da Sua boca". Mas Deus escolheu usar seis dias para fazer - seis minutos, ou até seis segundos, teriam sido suficientes. O primeiro capítulo da Bíblia, Gênesis 1, descreve o que Deus criou em cada dia da semana da criação. Que obra prima, Deus criou no sexto dia para coroar a criação?

"CRIOU DEUS O HOMEM À SUA IMAGEM, à imagem de Deus o criou; HOMEM E MULHER OS CRIOU". Gênesis 1:27

Deus decidiu criar indivíduos semelhantes a Si, que poderiam conversar, sentir e amar. Cada pessoa é feita à "imagem" de Deus.

Por volta do sexto dia, o mundo estava cheio de plantas e animais, e então Deus introduziu a Sua obra prima da criação. De acordo com Gênesis 2:7, o Todo Poderoso formou o corpo de Adão a partir do pó da terra. Então, quando Deus soprou em suas narinas o "fôlego da vida", o homem se tornou "alma vivente", isso é, ele viveu. Deus chamou o primeiro homem criado à Sua imagem, Adão, uma palavra que simplesmente significa "homem". A primeira mulher chamou Eva, que significa "viva" (2:20; 3:20). Um amorável Criador viu a necessidade do ser humano de ter companhia.

Recém saído das mãos de Deus, tanto Adão quanto Eva refletiam Sua imagem. Deus poderia ter programado os seres humanos como se fossem robôs para que admirassem constantemente o Jardim do Éden e sempre erguessem a voz em adoração a Ele. Mas Deus queria mais: um relacionamento verdadeiro. Robôs podem sorrir, falar, e até mesmo executar as tarefas domésticas, mas eles não podem amar!

Deus nos criou à Sua imagem, com a capacidade de pensar e escolher, de lembrar, entender e amar. Adão e Eva eram filhos de Deus, e inexplicavelmente amados por Ele.

SEMANA DA CRIAÇÃO:
Primeiro Dia: luz; ciclo dia e noite
Segundo Dia: atmosfera da terra
Terceiro Dia: terra seca e vegetação
Quarto Dia: aparecem o sol e a lua
Quinto Dia: pássaros e peixes
Sexto Dia: animais terrestres e homem
Sétimo Dia: o Sábado

O MAL CHEGA A UM MUNDO PERFEITO

Adão e Eva tinham tudo para que fossem felizes. Eles usufruíam de uma perfeita saúde física e mental, viviam num jardim maravilhoso num mundo sem defeito. (Gênesis 2:8; 1:28-31). Deus lhes prometeu filhos e a capacidade de pensar criativamente, e de encontrar satisfação no trabalho de suas mãos (Gênesis 1:28; 2:15). Eles experimentavam um relacionamento face a face com o Seu Criador. Nenhum traço de preocupação, medo ou doença manchavam os seus dias felizes.

Como o mundo se transformou tão drasticamente para um lugar de sofrimento e tragédia? O segundo e terceiro capítulos de Gênesis contam toda a história sobre como o pecado entrou em nosso mundo. Leia-os quando tiver algum tempo livre. Aqui está um breve sumário do que aconteceu.

Algum tempo depois de Deus estabelecer um mundo perfeito, o Diabo veio ao Jardim do Éden para tentar Adão e Eva a desobedecerem a Deus. Deus limitou a esfera de influência do diabo a uma árvore no jardim, a "árvore do conhecimento do bem e do mal". Ele alertou ao primeiro casal humano que deveriam evitar essa árvore e nunca comer do seu fruto, caso contrário, eles morreriam.

No entanto, certo dia Eva estava vagueando por perto da árvore proibida. O Diabo rapidamente apresentou suas audaciosas tentações. Ele argumentou que Deus havia mentido para ela, e que se comesse do fruto da árvore ela não iria morrer, mas se tornaria sábia como o próprio Deus, conhecendo o bem e o mal. Tragicamente, Eva, e depois Adão, que conheciam apenas o bem, permitiram que o Diabo os convencesse, e eles provaram do fruto proibido, quebrando, como isso, sua ligação de confiança e obediência a Deus.

Deus planejou que Adão e Eva "governassem" nosso mundo como mordomos das coisas criadas de Deus (Gênesis 1:26). Mas, por terem quebrado a ligação de fé com Deus e terem escolhido o Diabo como seu novo líder, o casal perdeu sua jurisdição. Hoje, o Diabo clama o mundo como seu, e tenta ao máximo escravizar as pessoas.

Muitas vezes deparamo-nos a fazer algo egoísta ou até mesmo cruel quando na verdade agir de maneira oposta. Por quê? Porque o inimigo invisível, o Diabo, trabalha para fazer com que as pessoas falhem moralmente.

Ao ler o capítulo 3 de Gênesis, você irá descobrir que o pecado fez com que Adão e Eva se escondessem de Deus com medo. O pecado afetou toda a criação. Os espinhos apareceram juntamente com as flores. O solo começou a sofrer com a seca, e o trabalho ficou mais pesado. A doença começou a afetar a todos, sem exceção. Ciúme, animosidade, e orgulho multiplicaram as misérias humanas. E o mais terrível de tudo, com o pecado veio a morte!

QUEM É ESSE DIABO QUE INFETOU NOSSO MUNDO COM O PECADO?

"Ele foi HOMICIDA DESDE O PRINCÍPIO,... não há verdade nele. Quando mente, fala sua própria língua, pois é mentiroso e PAI DA MENTIRA". João 8:44

De acordo com Jesus, o Diabo é o precursor do mal no universo, o "pai" do pecado e, por conseqüência, do assassinato e da mentira também.

Tomas Carlyle, o grande filósofo inglês, uma vez conduziu Ralf Waldo Emerson através de algumas das piores ruas de Londres. Enquanto caminhavam, observavam silenciosamente a miséria e o mal ao redor deles. Carlyle finalmente perguntou: "Você acredita no Diabo agora?".

FOI DEUS QUEM CRIOU O DIABO?

Não! Um Deus bondoso não criaria um diabo. Além disso, a Bíblia afirma que o Diabo, juntamente com os anjos que enganou, perderam seu lugar no céu e vieram ao nosso mundo.

"Houve então uma GUERRA NOS CÉUS. Miguel e os seus anjos lutaram contra o dragão, e o DRAGÃO E OS SEUS ANJOS ripostaram. Mas estes não foram suficientemente fortes, e assim PERDERAM O SEU LUGAR NOS CÉUS. O grande dragão foi lançado fora. Ele é a antiga serpente chamada Diabo ou Satanás, que engana o mundo todo. Ele e os seus anjos foram lançados à terra". Apocalipse 12:7-9.

Como o Diabo chegou ao céu?

"Você foi ungido como um QUERUBIM GUARDIÃO, pois para isso eu o designei. Você estava no monte santo de Deus... VOCÊ ERA INCULPÁVEL EM SEUS CAMINHOS desde o dia em que FOI CRIADO até que SE ACHOU MALDADE EM VOCÊ". Ezequiel 28:14, 15.

Deus não criou o Diabo. Ele criou Lúcifer, um anjo perfeito, um dos anjos de mais destaque no céu, que ficava ao lado do trono de Deus. Mas, quando Lúcifer pecou, "achou maldade" nele. Expulso do céu, e apresentando-se como amigo de Adão e Eva, ele se tornou o mais mortal inimigo da humanidade.

POR QUE LÚCIFER, ESSE ANJO PERFEITO, PECOU?

"Como VOCÊ CAIU DOS CÉUS, ó estrela da manhã, filho da alvorada! COMO FOI ATIRADO À TERRA... Você, que dizia em seu coração 'Subirei aos céus; erguerei o meu trono acima das estrelas de Deus;... SEREI COMO O ALTÍSSIMO'". Isaías 14:12-14.

O ser em que se tornou o Diabo era originalmente chamado de Lúcifer, que significa "estrela da manhã" ou "estrela de luz". No seu coração angélico, vaidade e ambição começaram a tomar o lugar da devoção. A semente do orgulho cresceu e ele ficou obcecado em tomar o lugar de Deus.

Lúcifer deve ter tentado persistentemente persuadir os outros seres celestiais. Dá até para imaginar Satanás argumentando que Deus estava escondendo algo deles, que a lei divina era muito restritiva e que Deus era um soberano despreocupado com os outros. Ele caluniou Aquele cujo caráter define o que é o amor.

Como esse conflito no céu se resolveu?

"Seu coração tornou-se orgulhoso,... por isso eu o atirei à terra". Ezequiel 28:17

O orgulho transformou o chefe dos anjos em Diabo ou Satanás. E, afim de preservar a paz e a harmonia do céu, ele e um terço dos anjos celestiais que se uniram a ele em rebelião tiveram que ser expulsos. (Apocalipse 12:4, 7-9)

QUEM É RESPONSÁVEL PELO PECADO?

Por que Deus não criou seres incapazes de pecar? Se Ele tivesse feito isso, não haveria problema de pecado no nosso mundo. Mas, Deus desejava pessoas que pudessem ter relacionamentos significativos com Ele. Por isso, "Deus criou o homem à Sua própria imagem" (Gênesis 1:27). Isso significa que somos livres e responsáveis. Podemos decidir amar a Deus ou virarmos as costas a Ele.

Deus deu aos anjos e aos seres humanos de cada geração uma natureza espiritual e uma real capacidade de fazer escolhas.

"Escolham hoje a quem irão servir". Josué 24:15

Deus desafia os seres que Ele criou à Sua imagem a escolherem fazer o que é correto, pois seu poder de raciocinar lhes diz que o "jeito de Deus é o melhor". Eles também podem evitar o que é errado, pois sua capacidade de raciocinar lhes alerta contra os resultados da desobediência e do pecado.

Apenas seres com o poder de raciocínio e escolha podem experimentar amor verdadeiro. Deus ansiava criar indivíduos que pudessem compreender e apreciar Seu caráter, respondendo livremente a Ele em amor, e ser cheios de compaixão para com os outros. Deus desejava tanto partilhar Seu amor que estava disposto a assumir um grande risco de criar anjos e pessoas com o poder de escolha. Ele sabia que era possível que qualquer dia algum desses seres criados poderiam escolher não Lhe servir. O Diabo foi o primeiro ser no universo a fazer essa terrível escolha. A tragédia do pecado começou com ele (João 8:44, I João 3:Cool.

A CRUZ POSSIBILITA A DESTRUIÇÃO DO PECADO

Por que Deus não destruiu Lúcifer antes que a doença do pecado se pudesse espalhar? Lúcifer tinha desafiado a justiça do governo de Deus. Ele havia dito mentiras sobre Deus. Se Deus tivesse destruído Lúcifer imediatamente, os anjos teriam começado a servir-Lhe por medo ao invés de por amor. Isso teria destruído o propósito inicial de Deus de criar seres com o poder de escolha.

Como alguém poderia realmente saber se a vontade de Deus é a melhor? Deus deu a Satanás uma chance de demonstrar seu sistema alternativo de governo. Foi por isso que ele teve oportunidade de tentar Adão e Eva.

Esse planeta se tornou um campo de provas onde o caráter de Satanás e a natureza de seu reino é contrastada com o caráter de Deus e a natureza do Seu reino. Quem está certo? Em quem podemos finalmente confiar? Lúcifer foi tão enganoso que se tornou necessário dar tempo para que seres do universo se convencessem completamente sobre quão desastrosa realmente é a alternativa de Satanás. Com o tempo, todos reconhecerão que "o salário do pecado é a morte" e que "o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor" (Romanos 6:23).

Todo o universo enfim concordará que:

"Grandes e maravilhosas são as tuas obras, Senhor Deus todo-poderoso. Justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei das nações... Todas as nações virão à tua presença e te adorarão, pois os teus atos de justiça se tornaram manifestos". Apocalipse 15:3, 4

Depois de todos compreenderem a natureza mortal do pecado e a natureza destrutiva da filosofia de Satanás, Deus poderá destruir Satanás e o pecado. Ele também destruirá aqueles que obstinadamente resistirem à Sua graça e se apegarem à alternativa de Satanás.

Deus está tão ansioso para resolver o problema do pecado e o sofrimento como nós. No entanto, Ele está esperando até que possa fazer isso de maneira definitiva, e até que possa tanto preservar o nosso livre arbítrio quanto prevenir que o pecado apareça novamente.

Deus prometeu destruir o pecado para sempre quando purificar os céus e esta terra com fogo. "De acordo com Sua promessa", podemos olhar o futuro e esperarmos "novos céus e nova terra, onde habita a justiça" (II Pedro 3:10, 13). O pecado nunca mais infetará o universo. Os resultados trágicos do pecado ficarão tão claros para todos que a desobediência a Deus será repugnante por toda a eternidade.

Quem possibilita a destruição final do Diabo e do pecado?

"Portanto, visto que os filhos são pessoas de carne e sangue, Ele [Cristo] também participou dessa condição humana, para que, por Sua morte, derrotasse aquele que tem o poder da morte, isto é, o Diabo, e libertasse aqueles que durante toda a vida estivessem escravizados pelo medo da morte". Hebreus 2:14, 15.

Na cruz, os anjos e os mundos não caídos viram como Satanás realmente é: um enganador, um mentiroso e um assassino. Ali, ele revelou o seu verdadeiro caráter ao incitar homens a assassinarem o inocente Filho de Deus. Os habitantes de todo o universo viram quão insensível e cruel realmente é o pecado. A cruz desmascarou completamente os motivos de Satanás, e quando Deus destruir o Diabo e aqueles que persistirem em pecado, todos irão reconhecer que Deus é justo.

A morte de Jesus na cruz expôs as verdadeiras intenções de Satanás diante de todos os seres criados (João 12:31, 32). A cruz também revelou a Cristo e o que Ele é: o Salvador do mundo. No Gólgota, o poder do amor ficou num profundo contraste com o amor ao poder. A cruz eliminou qualquer dúvida que ainda poderia existir de que o amor que leva ao sacrifício é o mesmo que motiva Deus a lidar com Satanás, com o pecado, e com homens e mulheres pecadoras.

Na cruz, a demonstração eloqüente de Cristo do amor incondicional de Deus derrotou decisivamente o Diabo. A batalha tinha sido sobre quem deveria governar o mundo, Cristo ou Satanás. A cruz colocou um ponto final nessa disputa para sempre. Essa função pertence a Cristo!

Vocês já descobriram o relacionamento pessoal com o Salvador que morreu para revelar o seu amor incomparável e imutável? Como você se sente sobre Aquele que veio ao mundo como ser humano e morreu em seu lugar para nos salvar das conseqüências do pecado? Por que não inclinamos nossas cabeças agora mesmo e agradecemos a Jesus, pedindo para Ele entrar e tomar posse da nossa vida?


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://averdade.pt.to
 
A importância da nossa vida perante Deus
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» PORQUE DEUS PERMITE TEMPESTADE NA NOSSA VIDA , PASTOR SILAS MALAFAIA .
» Anjos podem interferir na vida terrestre?
» Somos todos filhos de Deus e portanto irmãos ...o que vc acha disto , somos todos irmãos e filhos de mesmo Pai????
» Quando a tristeza olhar pra mim,ela vai ter que se alegrar....♫(Mariana Valadão...Eu tenho a vida de Deus LEGENDADO
» É verdade que os sonhos podem mover a nossa vida, mas só a fé pode iluminar os nossos caminhos...Davi sacer - Não há Outro Igual

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Verdade :: Bem-vindos ao Fórum... :: A verdade-
Ir para: