A Verdade

Reencontrar a Fé... Com David Rua
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Deus Ama-nos

Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 56
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 35
Localização : França

MensagemAssunto: Deus Ama-nos   Seg Fev 11, 2013 4:47 pm

Amor de Deus: É o Criador um Deus de Amor?
Existe algo como o "amor de Deus?" É o Criador um Deus de amor? Ou Ele é um Deus irado? Ele é passivo e complacente? Ou será que Ele tem mesmo Se revelado? Os cristãos creem num Deus de Amor. Eles sentem que Deus tem provado o Seu amor pela humanidade através do dom de Seu Filho, Jesus Cristo, o qual sofreu na cruz como propiciação pelos nossos pecados. Certamente morrer por outra pessoa é prova de seu amor. "Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos" (João 15:13). No entanto, Cristo representa Deus em Sua morte na cruz? Será que Jesus realmente morreu na cruz? Será que existiu como uma figura histórica? Ou é meramente um mito - uma boa história sobre um homem bom?

Amor de Deus: Seu Amor Revelado
Os cristãos afirmam que Jesus Cristo revela o amor de Deus. Será que Cristo realmente existiu na terra? John Murray, presidente da Sociedade Ateísta Americana, tem sido citado como tendo dito o seguinte sobre a historicidade de Cristo: "Uma pessoa como Jesus Cristo não existiu na história do mundo. Não existiu um ser sensível, histórico, vivente e que respirava, com esse nome. Nunca. A Bíblia é uma narrativa ficcional e não histórica. O mito é bom para os negócios." (Life Magazine, dezembro de 1994, "Who was He?" pgs. 67-82). No entanto, milhões de seguidores afirmam que Ele existiu e ainda existe. Então, o que a história realmente registrou? Segundo o testemunho de antigas autoridades históricas, como Cornélio Tácito e Flávio Josefo, parece que Murray talvez esteja enganado. Ambos os homens independentemente documentaram a crucificação de Jesus Cristo no primeiro século DC. Estes homens, os quais viveram durante o primeiro século, são reconhecidos como autoridades históricas extra-bíblicas. Além de seus registros e os dos escritores do Novo Testamento, os próprios judeus têm documentado nos seus escritos a execução de um Jesus no século primeiro como um evento histórico.

Amor de Deus: Seu Amor Anunciado
A morte deste homem Jesus Cristo não demonstra o amor de Deus a menos que realmente tenha sido o Filho de Deus. Se Cristo fosse um mero homem executado por crimes contra o Estado, isso não tem nada a ver com Deus. Mais uma vez, devemos buscar validação nos relatos históricos. O Antigo Testamento, escrito num período de mais de 1500 anos, foi concluído cerca de 400 anos antes de Cristo. As cópias mais antigas que sobreviveram o teste do tempo datam de aproximadamente 200 anos antes de Cristo (os Manuscritos do Mar Morto). Grande parte do Antigo Testamento afirma predizer a vinda de Cristo. Existem mais de 300 profecias sobre o Messias que viria à terra para morrer pela redenção da humanidade, provando o amor de Deus pelo homem pecador. Jesus Cristo cumpriu estas profecias completa e consistentemente. De fato, Cristo cumpriu mais de 30 profecias apenas no dia de Sua morte. Estas profecias eram incrivelmente detalhadas e precisas, incluindo a forma de Sua execução e até mesmo as Suas últimas palavras (Salmo 22).

Para um exemplo desta previsão impressionante, o Livro de Daniel (capítulo 9, versículo 25) anuncia o dia exato em que Cristo entraria em Jerusalém antes de seu julgamento e crucificação. A profecia afirma: 69 semanas de anos (69 x 7 = 483 anos) passariam entre o decreto para reconstruir Jerusalém e a vinda do Messias. (Isto é de acordo com o calendário babilônico de 360 dias, pois Daniel foi escrito na Babilônia durante o cativeiro dos judeus.) Assim, 483 anos x 360 dias = 173.880 dias. Segundo os registros encontrados por Sir Henry Rawlinson Creswicke no Palácio Shushan (Susa) e confirmados em Neemias 2:1, esse decreto foi feito em 14 de março de 445 AC por Artaxerxes Longímano. Exatamente 173.880 dias depois, em 6 de abril de 32 DC, Jesus Cristo entrou em Jerusalém montado sobre um jumentinho (cumprindo Zacarias 9:9). O mundo comemora este dia como o Domingo de Ramos. Quatro dias depois, Cristo foi assassinado na cruz, e três dias depois da Sua morte, Ele ressuscitou dos mortos. Depois de aparecer aos Seus discípulos, advertindo-os a perseverar apesar da perseguição deste mundo perverso, Ele ascendeu ao céu para aguardar o fim desta era.

Amor de Deus: Seu Amor Manifestado através de Seu Filho Unigênito
Jesus Cristo é o Amor de Deus. "Foi assim que Deus manifestou o seu amor entre nós: enviou o seu Filho Unigênito ao mundo, para que pudéssemos viver por meio dele. Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos pecados" (I João 4:9-10).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://averdade.pt.to
 
Deus Ama-nos
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Deus diz: Bem aventurados os que pregam o Apocalipse
» Qual o argumento que ateus podem usar para provar que Deus não existe?
» A morte humana sempre fez parte do plano de Deus?
» Deus, se tu existe...
» O "gnosticismo" é um processo de Deus?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
A Verdade :: Bem-vindos ao Fórum... :: A verdade-
Ir para: